Viajar de avião, conhecer lugares novos e ainda ser pago por isso parece um sonho, não é? Para viajantes comuns, a ideia de ser pago enquanto desfruta de seu hobby
favorito parece ser boa demais para ser verdade. Mas sim, isso é exatamente o que um número crescente de pessoas, viajantes experientes, está fazendo ao redor do mundo todos os dias.

Eu acredito que a internet foi a melhor coisa que já aconteceu no mercado de viagens. Antes da World Wide Web, você basicamente tinha três opções de ganhar dinheiro viajando:
escrevendo um guia de viagem sobre outro país, fazendo algum tipo de pesquisa sobre arqueologia ou história de um determinado lugar ou dando aulas fora do
país. Hoje, você tem bem mais opções.

 

 1 – Faça Housesitting

Quer um lugar para se hospedar de graça enquanto viaja? Ofereça-se para cuidar da casa de outras pessoas enquanto elas também estiverem viajando! Housesitting é um contrato
de troca de favores onde você se hospeda na casa de uma pessoa enquanto ela viaja e cuida da casa dela e de seus animais de estimação, se houver. Você provavelmente precisará fazer limpeza, cuidar do jardim ou quintal, entre outras tarefas comuns que envolvam a manutenção da casa. Mesmo que você tecnicamente não esteja ganhando dinheiro com essa opção, você estará economizando com hospedagem. Junto com as passagens aéreas, a hospedagem geralmente é uma das maiores despesas com as quais os viajantes precisam lidar, então, pode ser uma ótima opção.

 

2 – Viajar com um Visto de Trabalho para Estrangeiros – (Com contrato de trabalho)

Esses programas são projetados para incentivar viagens, turismo e conhecimento cultural para os viajantes. Basicamente, você escolhe um destino, sabendo que você trabalhará em
um emprego específico em troca de pagamento, ou hospedagem com alimentação incluída, ou hospedagem e alimentação desvinculadas, ou passeios locais ou então uma combinação de todos esses itens. Diferentemente de um visto normal de turista, o visto de trabalho para estrangeiros (com contrato de trabalho) tem validade de seis meses a dois anos, podendo ser renovado por mais dois anos, te
dando um tempo maior para aproveitar a vida fora do país. A única ressalva é que ele é limitado a pessoas entre 18 e 30 anos, mas algumas exceções podem acontecer. A Austrália é um bom destino a ser considerado para se trabalhar de acordo com esses programas.

 

3 – Abra sua própria loja online

Se você viaja com frequência, você já conhece quais mochilas, câmeras, malas e outras acessórios de viagem que funcionam melhor. Você pode ter uma renda sustentável enquanto viaja abrindo uma loja online. Ter um negócio completamente online significa que você pode trabalhar de qualquer lugar do mundo, então você pode administrar seu negócio enquanto viaja. Para reduzir custos e simplificar as coisas, você pode trabalhar com um modelo de drop-shipping para os produtos que oferece (aqueles mais populares na comunidade de nômades digitais). Drop-shipping é um método de atendimento de pedidos onde você não mantém um estoque consigo. Ao invés disso, você faz parceria com um fornecedor que tem esse inventário e envia o pedido em troca de uma porcentagem da sua venda. Desse modo, você não terá custos para manter um estoque em depósito, nem com funcionários para administrar esse depósito e não pagará também pelos custos do envio do produto.

 

4 – Trabalhe para uma Companhia de Viagens

Embora elas  tenham mudado o formato para dar foco em produções digitais, empresas especializadas em guias de viagem ainda precisam de bons escritores, fotógrafos e jornalistas para elaborar seu conteúdo. Agências como The Lonely Planet e National Geographic usam uma combinação de freelancers e pessoas talentosas que trabalham remotamente em home office para cobrir os melhores lugares para
comer, dormir e visitar em diferentes países. Dependendo de como o contrato é firmado, seu empregador pode fornecer sua passagem aérea, hospedagem e algumas refeições enquanto você estiver trabalhando! E se você conseguir um emprego em tempo integral, você pode ter uma segurança adicional enquanto viaja.

 

5 – Torne-se um nômade digital freelancer

Se você tem habilidades que se transformam em conteúdo digital, você pode desfrutar de um fluxo de renda enquanto viaja. Empregadores gostam muito desse formato porque eles conseguem conteúdo de alta qualidade sem precisar pagar pelos custos de impostos, seguro e espaço de trabalho de um empregado tradicional (interno). Freelancers adoram isso porque eles podem escolher para quais clientes/empresas irão
trabalhar, conduzir seu trabalho de qualquer lugar do mundo e fazer seu próprio horário (desde que entreguem o material no prazo).

 

6 – Fazer um blog de viagem com fins lucrativos

Se você ama viajar tanto quanto escrever, então ter um blog é perfeito para você. Pode levar um tempo para aumentar o número de leitores dedicados, mas uma vez feito, há muitas maneiras do seu blog prover dinheiro para você. Sim, há formas de monetizar seu blog e seu conteúdo. Se você tem tráfego suficiente no site, o marketing de afiliados é outra ótima opção de gerar receita enquanto você ajuda outros viajantes recomendando os melhores equipamentos e/ou dando dicas de viagem.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui