A história do Havilland Comet - o primeiro avião a jato do mundo

A história do De Havilland Comet – o primeiro avião a jato do mundo

Os aviões a jato são uma parte tão central da cultura moderna, parece impensável que houvesse um tempo na memória viva em que ninguém jamais voara em um avião a jato. No entanto, o primeiro avião a jato, o De Havilland Comet, só foi despachado de seu hangar pela primeira vez em julho de 1949

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

 

Grande avanço

Fabricado em uma fábrica em Hatfield, a cerca de 48 quilômetros ao norte de Londres, o de Havilland Comet representou um grande avanço na aviação. Na época, o Cometa parecia quase futurista na aparência e prometia um nível de conforto que até então era impossível para os aviões de passageiros entregar.

O De Havilland Comet também voou mais alto e mais rápido do que qualquer outra aeronave da época, tornando “tudo o mais obsoleto”, de acordo com Alistair Hodgson – o curador do Museu de Aeronaves de Havilland. No entanto, a capacidade de assentos não era exatamente o que esperamos dos aviões a jato hoje; dentro do cometa havia provisões para apenas 36 passageiros.

A história do Havilland Comet - o primeiro avião a jato do mundo
O primeiro protótipo do Havilland DH106 Comet em Hatfield, Reino Unido, em 1949. Foto: via Wikimedia.

 

Conforto e luxo

Essa falta de assentos refletia o fato de que as viagens aéreas ainda eram, obviamente, uma reserva dos ricos. Enquanto os aviões modernos são muito construídos com a economia em mente, o de Havilland Comet foi projetado exclusivamente por engenheiros, com o objetivo de fornecer aos passageiros a experiência mais confortável e luxuosa possível.

Mesmo os especialistas da época não tinham muita certeza de como o Comet se sairia em condições do mundo real, e isso significava que eram necessários testes extensivos antes da aeronave entrar em operação. Mas, após dois anos de vôos fictícios, o Cometa fez seu primeiro voo programado em 2 de maio de 1952. E sua primeira rota foi longa; até Joanesburgo, via Roma, Beirute, Cartum, Entebbe e Livingstone.

A história do Havilland Comet - o primeiro avião a jato do mundo
A cabine do cometa de Havilland 4. Foto: Geni via Wikimedia.

 

O sucesso do cometa logo foi manchete; afinal, não havia outro avião a jato em operação! Os primeiros passageiros relataram condições de voo suaves e agradáveis, e parecia inevitável que o De Havilland Comet passasse de força em força. Mas a aeronave enfrentaria sérios problemas nos anos seguintes ao seu voo inaugural.

 

Acidentes trágicos

Em apenas um ano de entrada em serviço, três aeronaves Comet sofreram acidentes trágicos. O mais dramático deles viu um dos aviões se separar no meio do voo. A fadiga do metal foi reconhecida como a causa do problema; um conceito que não era totalmente compreendido no momento.

Após os acidentes, o de Havilland Comet foi compreensivelmente retirado de serviço, enquanto engenheiros e técnicos trabalhavam em suas questões estruturais. Foram identificados problemas, incluindo rebites inadequados, o que levou a uma grande reformulação da aeronave.

A história do Havilland Comet - o primeiro avião a jato do mundo
Cometa Malaysia-Singapore Airlines de Havilland DH-106 em Kai Tak em Hong Kong em 1966. Foto: Clinton Groves via Wikimedia.

 

Anos depois

De muitas maneiras, o estrago foi causado, e o Cometa nunca recuperou seu sucesso comercial. Isso ocorreu mesmo com a produção de quatro gerações e o de Havilland Comet permaneceu em serviço até 1981.

Mas embora a história do Cometa tenha chegado a um final triste e prematuro, não há dúvida de que o design e a aparência da aeronave foram extremamente influentes e ajudaram a pavimentar o caminho para o enorme sucesso e popularidade das viagens aéreas hoje.

 

Veja também: 15 dicas sobre o que fazer antes de viajar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui