Argentina interrompe viagens aéreas até setembro

Argentina interrompe viagens aéreas até setembro

O governo argentino emitiu um decreto que proíbe todos os voos comerciais no país até 1º de setembro de 2020. Esta medida é a mais recente tomada para combater a atual pandemia de coronavírus, mas as organizações de aviação internacionais se opõem a ela. Até o momento, a Argentina tem 3.892 casos ativos e 192 mortes.

A Administração Nacional de Aviação Civil (ANAC) da Argentina publicou o decreto durante o fim de semana.

“É razoável estabelecer 1 de setembro de 2020 como o dia para reagendar as operações regulares e a solicitação de operações não regulares de transporte aéreo de passageiros”.

Além disso, o novo decreto estabelece que as companhias aéreas agora podem vender passagens aéreas a partir dessa data.

A Argentina fechou o país para viagens internacionais não essenciais desde 20 de março, e isso deve expirar em 10 de maio. Com essa medida, a Argentina se torna o primeiro país da América Latina a proibir voos comerciais de passageiros até o terceiro trimestre deste ano.

Algumas semanas atrás, o presidente da França, Emmanuel Macron, também previu que voos comerciais na Europa só poderiam ocorrer em setembro. Mas os países europeus ainda não estabeleceram uma proibição como essa.

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Veja também: vai viajar com bagagem de mão e não sabe o que é permitido levar? Então confira!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui