Do Polo Norte ao Quinto dos Infernos: Seis destinos com nomes inusitados para conhecer

Quantas vezes você não parou para tirar uma foto em frente a uma placa indicando o nome de uma cidade que era engraçado ou exótico? Por que se contentar apenas com uma foto para um post nas redes sociais quando você pode aproveitar esses destinos com nomes engraçadinhos? De pequenas vilas a impressionantes cachoeiras e parques de diversão: muitos desses lugares com nomes completamente fora do comum são puro charme, com opções de sobra para entreter todo tipo de aventureiro. Pensando nisso, a Booking.com, líder do mercado digital de viagens que conecta os viajantes com opções incríveis de lugares para ficar, além de uma variedade de experiências imperdíveis e opções fáceis de transporte, apresenta seis destinos escolhidos a dedo com nomes pra lá de diferentes e que definitivamente vale a pena conhecer.

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

 

Drama, Grécia

Do Polo Norte ao Quinto dos Infernos Seis destinos com nomes inusitados para conhecer

Do Polo Norte ao Quinto dos Infernos Seis destinos com nomes inusitados para conhecer

Bem diferente do dramalhão grego no qual a traída Medeia se vinga de Jasão, ou do mito em que o desolado Édipo mata seu próprio pai, a tranquila cidade de Drama é, por incrível que pareça, livre de qualquer… drama! Localizada na região macedônica mais ao norte da Grécia, Drama fica bem no meio de montanhas verdes, cachoeiras impressionantes e milhas e milhas de natureza intocável, esperando para ser descoberta. A área também é conhecida por registrar as temperaturasmais baixasde toda a Grécia, o que a torna perfeita para quem quiser esquiar pelas pistas do Monte Falakro, que fica apenas a uma hora de carro da cidade.

Todos os anos, Drama celebra um dos festivais de Natal mais charmosos de todo o país: o Oneiroupoli, que literalmente significa “Cidade dos Sonhos”. Esse mágico evento acontece no jardim municipal da cidade, em uma área de aproximadamente dois hectares, e começa no início de Dezembro e vai até o fim do mês. Viajantes de todas as idades podem perambular pelo festival para garimpar lembrancinhas natalinas ou se deleitar com as luzes brilhantes, além de experimentar todas as delícias típicas dessa época do ano.

Onde se hospedar: Instalado em um antigo armazém de tabaco, com vista para as belíssimas cachoeiras de Agia Varvara, o Hydrama Grand Hotel é o local ideal para explorar a cidade de Drama e seus lindos arredores. De acordo com os hóspedes da Booking.com, um dos destaques desse moderno hotel fica por conta de sua decoração original, com pilares de madeira à mostra, o que contribui bastante para a atmosfera aconchegante e original.

Kissing, Alemanha

Do Polo Norte ao Quinto dos Infernos Seis destinos com nomes inusitados para conhecer

Do Polo Norte ao Quinto dos Infernos Seis destinos com nomes inusitados para conhecer

Em uma cidade que se chama Kissing – “beijando”, em inglês – não seria surpresa alguma se você esbarrasse em casais passeando de mãos dadas, roubando “beijocas” a torto e a direito. Apesar de a cidade exalar charme, você não precisa necessariamente ser um romântico inveterado, nem mesmo estar em um relacionamento amoroso, para aproveitar ao máximo tudo o que essa cidade da Bavária tem a oferecer. Saindo de Augsburg – uma das cidades mais antigas da Alemanha – Kissing oferece lindas igrejinhas a serem descobertas, além de extensas áreas verdes onde os visitantes e moradores podem relaxar à beira do rio. Caso você prefira explorar os campos ao redor da cidade, basta caminhar por uma das trilhas ou pedalar pelas ciclovias cercadas por belezas naturais. Para garantir um refresco durante os meses de verão, o Lago Auensee é parada obrigatória!

Onde se hospedar: Situado em uma área tranquila ao sudoeste de Augsburg, Villa Arborea oferece tranquilidade em forma de hospedagem, a apenas meia hora de carro do centro da cidade de Kissing. Essa villa também é o ponto de partida ideal para visitar Augsburg, que conta com casas medievais preservadas, igrejas deslumbrantes e a famosa torre de Perlachturm.

Llanfairpwllgwyngyll, Reino Unido

A não ser que você seja fluente em galês, as chances de você conseguir pronunciar o nome do charmoso destino que estamos prestes a apresentar são praticamente nulas. E mesmo que o idioma seja o seu forte, a pronúncia do nome dessa cidadezinha com certeza é um trava-línguas. Com um dos nomes (de uma só palavra) mais extensos de todo o mundo – um total de 58 caracteres -, ficando atrás apenas de um vale na Nova Zelândia – com 85 letras – Llanfair­pwllgwyngyll­gogery­chwyrn­drobwll­llan­tysilio­gogo­goch atrai viajantes de todo o mundo. Apesar de os visitantes não serem capazes de pronunciar o nome inteiro dessa vila, eles adoram tirar fotos em frente à estação de trem Llanfairpwll. Na tentativa de atrair mais turistas, o local encurtou seu nome para Llanfairpwllgwyngyll em 1860. Em tradução livre, essa palavra galesa significa “Igreja de Santa Maria no Buraco da Avelã Branca próxima a um redemoinho rápido e Igreja de São Tysílio perto da Caverna Vermelha”. Agora tente repetir isso cinco vezes o mais rápido que puder!

Onde se hospedar: Com um nome bem mais fácil de ser pronunciado, Y Gorsaf é uma casa de temporada confortável e com decoração moderna, localizada na região de Llanfairpwllgwyngyll. A acomodação fica a uma curta viagem de carro da fantástica Ponte Suspensa de Menai, projetada por Thomas Telford.

Obama, Japão

Ao contrário do que muitos podem pensar, a cidade a seguir não teve seu nome inspirado no ex-presidente dos Estados Unidos. “Pequena praia”, em japonês, essa cidade litorânea fica na província de Fukui e se tornou bastante famosa nos Estados Unidos depois que sua demonstração pública de apoio a Barack Obama durante as eleições norte-americanas de 2008 e 2012 viralizou na internet. Apesar de as chances de esbarrar no famoso presidente serem mínimas, lembrancinhas em homenagem a Obama não vão faltar! Viajantes que apreciam a arquitetura tradicional do Japão vão simplesmente adorar o bairro de Sanchomachi, com suas elegantes casas de chá de gueixas e a tradicional casa de mercadores “Sanchomachi Nagata”. Opções para os amantes da natureza também não vão faltar: caminhe pelas areias douradas da praia, faça um passeio de barco até Sotomo ou admire os lindos penhascos e arcos de pedra.

Onde se hospedar: A Guesthouse OBAMA21:00 é uma acomodação em estilo tradicional japonês que conta com um pequeno jardim e um lounge compartilhado, perfeito para os viajantes colocarem o papo em dia. Se você estiver viajando de carro, a recomendação dos clientes da Booking.com que se hospedam aqui é que você aproveite o estacionamento gratuito, que fica a uma curta caminhada da pousada.

Santa Claus, Indiana, EUA

Papai Noel – “Santa Claus” em inglês – vive no Polo Norte, mas você já parou para se perguntar onde ele passa as férias de verão? A aproximadamente 6.500 km do Ártico e famosa por seu nome um tanto quanto “natalino”, Santa Claus, em Indiana, recebe milhares de cartas endereçadas ao Bom Velhinho todos os anos, próximo do Natal. A cidade conta até com esforçados “Ajudantes do Papai Noel” (um grupo de voluntários) que tentam responder a todas as cartas recebidas. Essa alegre cidade também é lar do primeiro parque de diversões do mundo, inaugurado em 1946 pelo pai de nove crianças que desejava criar algo especial para as crianças que visitavam a vila na esperança de conhecer o Papai Noel. Hoje, o parque oferece atrações divertidíssimas para todas as idades, além de shows e eventos especiais.

Onde se hospedar: Se você espera flagrar o Papai Noel tirando o merecido descanso e aproveitando o sol – tão raro no Polo Norte – não deixe de se hospedar no Lake Rudolph Campground & RV Resort um tradicional camping localizado a uma curta viagem de carro da Vila e do Museu de Santa Claus. A acomodação também oferece uma série de atividades, como pescaria e trilhas, além do seu próprio parque aquático.

Hell, Noruega

Você chegou literalmente ao Quinto dos Infernos! Embora o nome dessa pequena cidade seja provavelmente originário da palavra “hellir” – que significa caverna em Norueguês arcaico – os viajantes de todo o mundo adoram posar em frente à estação de trem de Hell – “Inferno”, em inglês – parar tirar fotos acompanhadas de legendas engraçadinhas como “vejo você no Inferno!” Mas pode ir esquecendo as altas temperaturas e o cheiro de enxofre: o que não falta é neve e temperaturas abaixo de zero nessa exótica vila. Brincadeiras à parte, o Festival de Blues de Hell atrai muitos turistas para a cidade, já que, anualmente, os amantes da boa música de todos os cantos do mundo se reúnem no festival, que acontece durante a primeira semana de setembro.

Onde se hospedar: Scandic Hell é um hotel moderno que conta com belíssimas vistas dos fiordes da região e fica a poucos minutos do Aeroporto de Trondheim e do centro da cidade de Hell. A acomodação também fica a apenas meia hora de carro da terceira maior cidade da Noruega: a própria Trondheim. Depois de dar um pulinho “no inferno”, os visitantes não podem deixar de conferir os armazéns do porto de Trondheim ou as charmosas casas de madeira à beira do rio em Gamle Bybro (Ponte da Cidade Antiga).

 

Veja também: passo a passo de como tirar o seu passaporte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui