IATA se opõe a medidas de quarentena impostas em voos internacionais

IATA se opõe a medidas de quarentena impostas em voos internacionais

A Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA) pediu aos governos que evitem impor quarentenas aos passageiros aéreos que chegam, dizendo “não dificulte a recuperação”.

A Iata divulgou uma nova análise sugerindo que os danos às viagens aéreas do Covid-19 “afetariam severamente” as viagens internacionais e disse: “As medidas de quarentena na chegada prejudicariam ainda mais a confiança nas viagens aéreas”.

Para a associação, uma abordagem global feita em camadas com base nos riscos de biossegurança é crucial para a retomada do setor.

O governo do Reino Unido anunciou sua intenção de impor uma quarentena de 14 dias a todas as chegadas a partir deste final de mês, e a Espanha propôs medidas semelhantes a partir do final desta semana.

“A Iata solicita que os governos encontrem urgentemente alternativas para a quarentena na chegada de viajantes internacionais como restrição pós-pandemia”

Uma pesquisa com viajantes aéreos recentes no mês passado revelou que 86% estavam preocupados em ficar em quarentena e dois terços (69%) não considerariam viajar se envolvessem um período de quarentena de 14 dias.

Chefe da IATA, De Juniac disse: “Essa crise vai custar muitos empregos e roubar a economia de anos de crescimento. Não devemos piorar o prognóstico, tornando as viagens impraticáveis ​​com medidas de quarentena.

“Precisamos de uma solução para uma viagem segura que dê confiança aos passageiros para viajar com segurança e sem problemas indevidos, e dê aos governos confiança de que estão protegidos contra a importação do vírus”.

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Veja também: Emirates retoma voos para nove destinos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui