Ryanair retomará voos até 1 de julho com novas regras para passageiros

Ryanair retomará voos até 1 de julho com novas regras para passageiros


A companhia aérea confirmou na terça-feira que retomará a operação de até 40% do seu horário normal de voo até 1º de julho em 90% da sua malha aérea. Isso significa que agendará quase 1000 vôos por dia a partir da maioria de suas 80 bases. A ação está sujeita a restrições do governo e a proibição de viagens por toda a Europa, bem como a medidas de saúde pública nos aeroportos.

“A Ryanair operará uma programação diária de quase 1000 voos, restaurando 90% de sua rede de rotas pré-COVID-19”, disse a companhia aérea. Em um vídeo compartilhado no Twitter, também descreveu novas medidas a serem implementadas neste verão, que incluem: 

  • Os passageiros devem verificar suas temperaturas antes de chegar ao aeroporto e as avaliações de temperatura também podem ser realizadas nos aeroportos. “Se você não for aprovado, será necessário voltar para casa”, disse a companhia aérea.

  • Check-in online apenas com passageiros necessários para fazer o download do cartão de embarque para seus smartphones.

  • Tripulação deve usar máscaras e passageiros incentivados a usar máscaras e despachar menos malas.

  • Pagamento sem contato apenas para lanches e bebidas pré-embalados a bordo da aeronave.

  • Passageiros limitados ao uso de instalações sanitárias a bordo “mediante solicitação”, pois as filas não são mais permitidas.

  • O distanciamento físico nos aeroportos e a bordo será incentivado sempre que possível.

  • Limpeza profunda da aeronave todas as noites usando produtos químicos eficazes por mais de 24 horas.

  • Passageiros que voam em julho e agosto para preencher um formulário no check-in, informando a duração da visita e o endereço de onde ficarão. Esta informação será fornecida à UE para “ajudá-los a monitorar quaisquer regulamentos de isolamento que exijam dos visitantes em voos dentro da UE”.
Ryanair retomará voos até 1 de julho com novas regras para passageiros
Os passageiros serão incentivados a usar máscaras faciais © Ryanair

“Após quatro meses, é hora de fazer a Europa voltar a voar, para que possamos reunir amigos e famílias, permitir que as pessoas retornem ao trabalho e reiniciar o setor de turismo na Europa, que oferece tantos milhões de empregos”, disse o CEO da Ryanair, Eddie Wilson.

“A Ryanair trabalhará em estreita colaboração com as autoridades de saúde pública para garantir que esses voos cumpram, sempre que possível, medidas efetivas para limitar a propagação do COVID-19 “.

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Veja também: Espanha deve impor quarentena de 14 dias aos visitantes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui