São Tomé e Príncipe é destino tendência em 2020

Um dos destinos aposta da agência de viagens Teresa Perez Tours, as ilhas africanas de São Tomé e Príncipe fazem parte de uma parcela superespecial do globo. Em parte, graças aos seus poucos – e bons – lodges e resorts, que não podem ter mais do que 50 acomodações, também por conta de sua natureza absolutamente preservada, seja com praias totalmente desertas e quase particulares, seja com florestas intocadas.

Esta nação de duas ilhas, a São Tomé e a Príncipe, está situada no centro-oeste do continente africano, uma localização privilegiada que torna a natureza ainda mais essencial: por estar em uma região equatorial de vulcões adormecidos sob o mar, o arquipélago tem uma vida marinha riquíssima – perfeita para ser apreciada a partir de excelentes pontos de mergulho. O mais bacana é que tudo por lá está à sombra da sustentabilidade: a agricultura é estritamente biológica e produtos químicos são proibidos nas ilhas – sem contar a biodiversidade que também é destaque com florestas onde vivem espécies variadas de plantas endêmicas, aves, répteis e anfíbios selvagens.

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Displaying
Displaying
Displaying

Cada uma das duas ilhas tem lugares que merecem destaque. Na Ilha do Príncipe – que foi declarada Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco e é chamada por muitos de “Galápagos da África” – a Praia Banana é imperdível com suas palmeiras e areias douradas – que vistas de cima lembram o formato de uma banana -, banhadas por um mar perfeito para snorkeling e passeios de caiaque. Tem mais palmeiras, areia dourada e mar impressionante na Praia Macaco, situada em uma área mais isolada, e na Praia Boi. Já em São Tomé, os destaques ficam por conta da Praia dos Tamarindos, onde o mar é azul-turquesa, e a Praia Bateria, que na verdade fica ao sul da Ilha de São Tomé e só pode ser acessada de barco. Alguns resorts do destino ainda proporcionam atividades e experiências específicas, como excursão em veículo 4×4 pelas ilhas e praias, passeios de barco, trilhas em meio à vegetação, piquenique em ilhas desertas ou ainda passeios que levam a pontos como o Pico Papagaio, na Ilha do Príncipe, e que reservam macacos, pássaros nativos, orquídeas e plantas medicinais pelo caminho.

Esse pequeno paraíso africano pode ser acessado a partir de Lisboa, em Portugal, que fica a nove horas e meia de São Paulo e a seis horas e meia de São Tomé e Príncipe, ou a partir de Luanda, em Angola, situada a oito horas e meia de São Paulo e a duas horas do país africano. O destino pode ser combinado tanto com a capital portuguesa quanto com a Cidade do Cabo, na África do Sul – com conexão em Angola -, sempre como última parada da viagem. A melhor época para embarcar é de junho a agosto, quando a temperatura varia de 22º a 24ºC ou de dezembro a março, época igualmente boa, porém mais quente, com uma variação de 29º a 30ºC.

São Tomé e Príncipe é seguro e acolhedor para visitantes, e é perfeito para quem quer se desconectar completamente em meio a um povo invariavelmente bem-humorado e orgulhoso do seu way of life sem stress – sem contar que você será recebido em português, língua oficial do país, com certeza é mais um dos muitos destinos africanos que encantam e é tendência de viagem absoluta em 2020” encerra Tomas Perez, presidente da agência.

Veja também: 15 dicas sobre o que fazer antes de viajar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui