Sustentabilidade: pesquisa mostra que viajantes querem opções de transporte ecológico

Sustentabilidade: pesquisa mostra que viajantes querem opções de transporte ecológico

À medida que o setor de aviação começa sua recuperação após o coronavírus, seria uma boa opção prestar atenção aos viajantes, cada vez mais preocupados com questões de sustentabilidade.

Em janeiro e fevereiro, pouco antes da crise do COVID-19 se tornar uma pandemia global – a OAG, um provedor global de dados, pesquisou mais de 2.000 viajantes sobre questões de sustentabilidade.

Segundo a pesquisa, 56% de todos os viajantes e 50% dos viajantes de negócios considerariam mudar de companhia aérea preferida se houvesse “opções mais ecológicas disponíveis”. Curiosamente, esse número foi ainda maior para a geração Y (68%).

Da mesma forma, 54% de todos os viajantes teriam maior probabilidade de “usar um site de viagens para planejar e reservar viagens se receberem informações relacionadas à sustentabilidade para ajudar a informar as compras”.

Muitos entrevistados disseram que estariam dispostos a “explorar novas opções para reduzir sua própria pegada de carbono”.

66% disseram que estariam dispostos a aceitar menos voos diários com aeronaves maiores se isso resultasse em menos emissões de carbono e 50% disseram que estão dispostos a mudar para um “modo de transporte mais ecológico, mesmo que demore mais do que o típico voar.”

50% disseram que estariam dispostos a aumentar seu tempo de viagem em 50% para um meio de transporte mais ecológico, e 59% disseram que estariam dispostos a aumentar seu tempo total de viagem em duas horas ou mais.

44% dos viajantes de negócios disseram estar dispostos a aumentar o tempo total de viagem em duas horas ou mais.

Sobre o assunto das passagens aéreas, 36% dos entrevistados disseram que estariam dispostos a pagar até 10% a mais por “voos que tiveram um impacto menor do que outras opções de voo semelhantes”.

8% disseram que pagariam até 25% a mais; 2% disseram que pagariam até 50%; 54% disseram que não estariam dispostos a pagar mais.

As preocupações com a sustentabilidade dos viajantes vão além do setor aéreo. “Os consumidores esperam que todo o ecossistema de viagens – especialmente OTAs e mecanismos de busca de viagens – seja mais transparente sobre o impacto na sustentabilidade de várias opções de viagem”, afirmou a pesquisa.

Quando perguntados sobre quais informações, “se disponibilizadas”, influenciam suas decisões de reserva, 32% de todos os viajantes e 42% dos viajantes da geração Y disseram dados sobre o impacto ambiental de um voo / emissões de carbono.

39% de todos os viajantes e 55% da geração Y disseram dados sobre o impacto ambiental / emissões de carbono de uma companhia aérea e 26% de todos os viajantes e 35% dos millennials disseram dados sobre o impacto ambiental de um aeroporto.

Fonte: travelpulse.com

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Veja também: Lufthansa quer produzir combustível de aviação usando a luz solar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui