Segurança aeroportuária (iStock)

Tribunal dos EUA restringe buscas em laptops e telefones nos aeroportos

Um tribunal federal de Boston decidiu que buscas sem autorização pelo governo dos EUA nos telefones e laptops de viajantes internacionais em aeroportos e outros portos de entrada nos EUA violam a Quarta Emenda.

A decisão de terça-feira no Tribunal Distrital dos EUA entrou em uma ação movida pela American Civil Liberties Union e pela Electronic Frontier Foundation em nome de 11 viajantes cujos smartphones e laptops foram revistados sem suspeita individualizada nos portos de entrada dos EUA.

A advogada da ACLU Esha Bhandari disse que a decisão reforça as proteções da Quarta Emenda de viajantes internacionais que entram nos Estados Unidos todos os anos.

A ACLU descreve as buscas como “expedições de pesca”. Eles dizem que os oficiais de fronteira devem demonstrar suspeita individualizada de contrabando antes de poderem procurar no dispositivo eletrônico de um viajante.

O governo defendeu vigorosamente as buscas como uma ferramenta crítica para proteger a América.

O número de buscas por dispositivos eletrônicos nas portas de entrada dos EUA aumentou significativamente, informou a ACLU. No ano passado, o governo realizou mais de 33.000 buscas, quase quatro vezes o número de apenas três anos antes.

Os documentos apresentados como parte do processo alegam que o escopo das buscas sem mandado foi ampliado para ajudar na aplicação das leis tributárias, de falência, ambientais e de proteção ao consumidor, reunindo informações e avançando em investigações criminais.

O tribunal também documentou que agentes da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA e Imigração e Fiscalização dos EUA consideram solicitações de outras agências governamentais para determinar se devem procurar dispositivos eletrônicos dos viajantes. Eles acrescentaram que os agentes estão pesquisando os dispositivos eletrônicos não apenas de indivíduos visados, mas de seus associados, amigos e parentes.

Pedidos para comentários da Alfândega e Proteção de Fronteiras, Imigração e Fiscalização Aduaneira e do Departamento de Segurança Interna não foram imediatamente devolvidos na terça-feira.

Jessie Rossman, advogada do departamento de Massachusetts da ACLU, disse que a decisão é uma vitória para proteções constitucionais contra buscas e apreensões irracionais.

“O tribunal disse hoje que buscas suspeitas na fronteira de telefones celulares e laptops violam a Quarta Emenda”, disse Rossman.

Rossman disse que dois dos queixosos – Ghassan e Nadia Alasaad – foram parados enquanto tentavam entrar novamente nos EUA após uma visita ao Canadá. Ambos são cidadãos dos EUA e vivem em Massachusetts.

Rossman disse que Nadia Alasaad se sentiu desconfortável em entregar senhas porque ela usa uma cobertura de cabeça como parte de suas crenças religiosas.

Ela pediu que uma oficial analisasse seu telefone porque ele continha fotos dela e de suas filhas sem o lenço na cabeça. Alasaad disse que lhe disseram que levaria mais algumas horas.

O casal, que já havia se atrasado várias horas, finalmente decidiu deixar seus telefones – que não lhes haviam devolvido por 15 dias, segundo Rossman.

Dez dos queixosos no caso eram cidadãos dos EUA. Um era um residente legal permanente.

Quando o processo foi aberto em 2017, funcionários do Departamento de Segurança Interna disseram que os cidadãos dos EUA e todos os outros estão sujeitos a exames e buscas por funcionários da alfândega, a menos que isentos do status diplomático.

Pesquisas, algumas aleatórias, descobriram evidências de tráfico de pessoas, terrorismo, pornografia infantil, fraude de visto, violações de controle de exportação e violações de direitos de propriedade intelectual, de acordo com o departamento.

Rossman disse que o tribunal reconheceu que o grande volume de informações digitais acessíveis em um telefone ou laptop é muito diferente das pesquisas mais tradicionais de maletas ou mochilas.

“É a diferença entre um passeio a cavalo e um vôo para a lua”, disse Rossman.

 

Fonte: Time.com

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Veja também: vai viajar com bagagem de mão e não sabe o que é permitido levar? Então confira!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui