Machu Picchu reabrirá em julho com limite diário de pessoas

Machu Picchu irá reabrir para os visitantes em julho, ele receberá um número reduzido de visitantes por dia e implementará novos protocolos de saúde e segurança.

Segundo a Agence France-Presse, a cidadela peruana é uma atração turística importante no país, mas apenas 675 visitantes serão permitidos a cada dia, cerca de 25% do número máximo de visitantes permitidos dentro do local histórico no mesmo período do ano passado.

Os guias de turismo conduzirão passeios de apenas sete visitantes para garantir que as diretrizes de distanciamento social sejam seguidas. Além disso, todos os hóspedes e funcionários de Machu Picchu deverão usar máscaras quando estiverem na propriedade.

O local histórico foi fechado em 16 de março, como parte dos esforços do governo peruano para impedir o surto de coronavírus, à medida que as restrições de viagens foram implementadas em todo o mundo. O país relatou 225.000 casos confirmados da infecção viral e cerca de 6.500 mortes.

Funcionários do governo começaram a trabalhar em maio para trazer de volta os turistas, já que as economias locais dependem da indústria para grande parte de sua renda. O primeiro-ministro do Peru, Vicente Zeballos, disse que o setor de turismo do país sofreu perdas que somaram US$ 3,3 bilhões este ano.

Para atrair viajantes de todo o país, as atrações estão oferecendo entrada gratuita para crianças, funcionários públicos e idosos. Os aeroportos do Peru permanecem fechados, mas estão programados para reabrir em julho ou agosto.

O governo não revelou quando o país reabrirá suas fronteiras a viajantes internacionais.

Veja também: 15 dicas sobre o que fazer antes de viajar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui