Ethiopian Airlines realiza testes de coronavírus em funcionários do Brasil

Ethiopian Airlines realiza testes de coronavírus em funcionários do Brasil

Ethiopian Airlines, companhia aérea líder no continente africano, concretizou hoje o início da parceria com a startup HCA, que conta com a solução homônima HCA (Health Control Assistant), cujo objetivo é auxiliar organizações na retomada da integração social e econômica no momento da pandemia do COVID-19.

A Ethiopian e a HCA realizaram o teste do COVID-19 nos funcionários da companhia no Brasil, tanto no escritório em São Paulo quanto no Aeroporto Internacional de Guarulhos, para entender a situação dos funcionários diante da pandemia e disponibilizar, se necessário, atendimento remoto por chat e vídeo, prontuário eletrônico com acesso online ao histórico dos colaboradores, e aplicação correta dos testes rápidos e RT-PCR.

“Seguindo a premissa de compromisso e liderança no mercado brasileiro, concretizar esta ação de testes com nosso quadro de funcionários é uma ação pioneira dentre as companhias aéreas e reafirma a posição da Ethiopian em trazer soluções que combatam e controlem a pandemia do COVID-19, ajudando na implementação de testes que auxiliem os colaboradores em relação aos seus estados de saúde e risco de contágio, bem como no transporte de cargas farmacêuticas, que já estamos realizando desde o início de abril”, afirma Girum Abebe, gerente geral da Ethiopian Airlines na América Latina.

A ferramenta, também chamada de Passaporte Imunológico COVID -19, conta com estrutura tecnológica própria, em nuvem, para garantir total segurança dos dados, além de recursos como telemedicina.

“O Passaporte Imunológico COVID -19 foi baseado nos protocolos mais atuais estabelecidos pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e encontra-se em constante evolução, uma vez que as descobertas sobre a doença não param de surgir em curtos espaços de tempo. Trata-se de uma solução essencial para que as empresas possam tomar decisões conscientes e assertivas, minimizando os riscos de contágio”, afirmam os co-fundadores Adriano Bragança e Rafael Verona, juntamente com Paulo Pan atuante em caráter global nas áreas de negócio, esporte e desenvolvimento social.

Ethiopian Airlines realiza testes de coronavírus em funcionários do Brasil

A Ethiopian Airlines foi uma das únicas companhias aéreas que não deixou de operar voos para o Brasil em nenhum momento desde o início da pandemia e a implementação das medidas de isolamento social no País. A companhia informa, ainda, que adotou e mantém todas as medidas cabíveis para que seus funcionários executem o trabalho remoto ao longo destes meses com total segurança.

Atualmente, a Ethiopian opera dois voos por semana partindo de São Paulo (GRU) para Addis Abeba (ADD) às quintas-feiras e domingos, com voo de retorno de ADD para GRU às quartas-feiras e sábados. Os voos de GRU para Buenos Aires (EZE) continuam suspensos, de acordo com as determinações das autoridades argentinas.

Como funcionaram os testes com os colaboradores da Ethiopian Airlines


A fase de triagem determina a orientação do fluxo de testes a serem aplicados após a realização do cruzamento de sintomas, baseados nos protocolos estabelecidos pela OMS.

Já na etapa de testagem, são realizados os exames para diagnosticar o vírus. Para isso, são utilizados o Teste Rápido de Anticorpos IgM / IgG, aplicado nos grupos assintomáticos e sintomáticos leves e suspeito, e o Teste RT-PCR, realizado nos casos de pacientes que acusarem sintomas urgentes na triagem.

Ethiopian Airlines realiza testes de coronavírus em funcionários do Brasil

Para aqueles que apresentarem positivo para anticorpos IgM por meio do teste rápido, é aplicado também o Teste RT-PCR, servindo como ferramenta para confirmação acessória da contaminação por COVID-19. O monitoramento é um mecanismo contínuo para observar possíveis mudanças nos quadros apresentados pela triagem e testes dos colaboradores, além de ser um registro da efetividade do controle epidemiológico que será realizado em determinado grupo.

Por fim, o controle ocorre com a integração entre triar, testar e monitorar por meio da ferramenta HCA, que permite gerenciar as não conformidades de resultados apresentados pela contaminação do coronavírus dentro do grupo de pessoas, armazenando os dados, emitindo alertas e orientações e sugerindo ações a serem tomadas.

Por meio da ferramenta, o usuário tem um aplicativo com orientações 24×7 médicas, psicológicas, nutricionais e de enfermagem, além de acompanhamento da saúde em tempo integral. Em qualquer local, a qualquer hora do dia ou da noite, contando com um médico para garantir orientação segura através do smartphone, tablete ou computador.

Veja também: Garuda Indonesia descarta uso de máscaras após passageiros reclamarem que não podem ver o sorriso da tripulação de cabine

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui