Três em cada quatro hotéis brasileiros devem retomar atividades em junho e julho

Três em cada quatro hotéis brasileiros devem retomar atividades em junho e julho

Um levantamento realizado pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) apontou que três em cada quatro empresários do setor de hospedagem devem retomar suas atividades nos próximos dois meses. Segundo o estudo, 37,2% deles revelaram que pretendem reabrir suas unidades ainda em junho. Outros 37,1% indicaram o mês de julho para o reinício. Ao todo, foram entrevistados 884 hotéis nos 26 estados do país, entre os dias 25 e 31 de maio.   

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destacou que a reabertura dessas unidades será um dos primeiros passos para a retomada do setor. “Já vemos o retorno gradual de alguns segmentos do turismo brasileiro, como o aéreo e a reabertura de algumas cidades pelo país. Nada mais justo que a hotelaria, também, entre nesse planejamento para o seu retorno, tomando todos os cuidados possíveis para a segurança e saúde dos hóspedes e funcionários”, afirmou.

Para o presidente do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil, Orlando de Souza, é fundamental que se possa iniciar as aberturas dos hotéis o mais rápido possível. “Estamos em um cenário em que não há receitas, mas as despesas continuam. Dar início às reaberturas é fundamental para começarmos a criar uma perspectiva de início de volta às operações”, pontuou. 

Ainda de acordo com o estudo, na última semana de maio, 63% das unidades hoteleiras estavam fechadas no país. Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Curitiba foram as cidades com os maiores percentuais de locais fechados. Por região, o Sul e o Nordeste foram o mais afetado, com 76% e 71% de seus hotéis fechados, respectivamente. 

SELO – Em maio, o Ministério do Turismo lançou um selo de biossegurança que busca chancelar as atividades turísticas que assegurarem o cumprimento de, por exemplo, requisitos de higiene e limpeza para prevenção da Covid-19. Estão previstos protocolos de boas práticas, que buscarão ser segmentados de acordo com as especificidades de cada um dos setores atendidos, como meios de hospedagem, agências de turismo, locadoras de veículos, transportadoras, parques temáticos, casas de espetáculo, guias de turismo. 

Fonte: turismo.gov.br

Quer receber conteúdo gratuito do Trechos e Milhas sobre viagens e milhas aéreas? Acesse nosso canal Telegram!

Veja também: 15 dicas sobre o que fazer antes de viajar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui